Tags

śrī-kṛṣṇa-chaitanya prabhu jīve dayā kari’ saranagati
sva-pārṣada svīya dhāma saha avatari’ [1]

Sendo misericordioso com as almas jivas, Śrī Kṛṣṇa Chaitanya Mahāprabhu descende com Seus associados e Sua morada.

śrī-kṛṣṇa-chaitanya: ‘Śrī Kṛṣṇa Chaitanya’ é o nome de sannyās de Śrī Gaurasundar. Sārvabhauma Bhaṭṭāchārya usa esse nome em suas preces ao Senhor:

kālān naṣṭaṁ bhakti-yogaṁ nijaṁ yaḥ
prāduṣkartuṁ kṛṣṇa-chaitanya-nāmā
āvirbhūtas tasya pādāravinde
gāḍhaṁ gāḍhaṁ līyatāṁ chitta-bhṛṅgaḥ

(Śrī Chaitanya-bhāgavat: Antya-līlā, 3.123)

“Que a abelha do meu coração esteja cada vez mais profundamente apegada aos pés de lótus daquEle que apareceu agora como Śrī Kṛṣṇa Chaitanya para reviver a prática da devoção à Ele, que havia sido perdida devido à influência do tempo”. No Śrī Chaitanya-bhāgavat (Madhya-līlā, 28.175–176, 181), a cerimônia de sannyās de Śrī Gaurasundar é descrita:

yata jagatere tumi ‘kṛṣṇa’ bolāilā
karāilā chaitanya—kīrtana prakāśilā
eteke tomāra nāma śrī kṛṣṇa chaitanya
sarvaloka tomā’ haite yāte haila dhanya

[Śrī Keśava Bharatī disse:] “Você induziu o mundo todo à cantar o Nome de Kṛṣṇa e trouxe todos de volta à vida (chaitanya) ao inaugurar o movimento de saṅkīrtan. Logo, Seu nome será ‘Śrī Kṛṣṇa Chaitanya’. Por causa de Você, todos no universo se tornaram afortunados”.

hena mate sannyāsa kariyā prabhu dhanya
prakāśila ātma-nāma “śrī kṛṣṇa chaitanya”
yānti deva-vratā devān pitṛ ¯n yānti pitṛ-vratāḥ
bhūtāni yānti bhūtejyā yānti mad-yājino ’pi mām

“Deste modo, o Senhor gloriosamente aceitou sannyās e revelou Seu nome ‘Śrī Kṛṣṇa Chaitanya’.”

sva-pārṣada: “Seus associados”. Isso significa ‘Seus servos’, como implícito no Śrīmad Bhagavad-gītā (9.25): “Aqueles que são devotados aos semideuses vão para o reino dos semideuses; aqueles que são devotados aos ancestrais vão para o reino de seus ancestrais; aqueles que são devotados aos fantasmas e espíritos vão para o reino de tais seres; e aqueles que são devotados à Mim vem até Mim (residir em Minha morada)”.

dhāma: “Morada”. Isso significa o domínio espiritual do Senhor. Kṛṣṇa descreve Sua morada no Śrīmad Bhagavad-gītā (15.6):

na tad bhāsayate sūryo na śaśāṅko na pāvakaḥ
yad gatvā na nivartante tad dhāma paramaṁ mama

“Tendo alcançado Minha morada suprema, que não pode ser iluminada pelo sol, lua ou pelo fogo (qualquer coisa material), as almas rendidas nunca retornam a esse mundo material”.

Anúncios